19 de jun de 2013

Alexandre requer cadastro em domicílio de moradores do entorno do Parque do Povo para o “trânsito livre”

O vereador Alexandre do Sindicato apresentou requerimento na Câmara Municipal de Campina Grande solicitando que a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) implemente, a partir de 2014, ações para cadastrar os moradores do entorno do Parque do Povo, dispensando-os de precisarem ir até o órgão para fazer o cadastro de “trânsito livre” para o período do São João.

“Os cidadãos que moram no entorno do Parque do Povo, especialmente em ruas que ficam interditadas durante o São João, têm, anualmente, seu direito de ir e vir limitado por conta da festa. Para tentar minimizar esse problema, a STTP promove o credenciamento para o ‘Trânsito Livre’, garantindo a entrada e saída dos seus veículos durante o período”, lembra Alexandre no requerimento.

E prossegue o vereador: “Para ter direito a esse paliativo, no entanto, as pessoas precisam cumprir um ritual que consiste em ir até a sede da STTP, com a documentação necessária, para solicitar o ‘Trânsito Livre’. Esse processo, a despeito da boa vontade da STTP e por mais que venha a ser ágil, é incômodo, implica numa espécie de ônus e transtorno a mais para quem vive naquela região”.

O parlamentar pede que a Superintendência “estude quais mecanismos poderiam ser implementados para dispensar os cidadãos da necessidade de ir até à sede do órgão”. E apresenta uma sugestão: “Poderia ser feito um credenciamento prévio através da internet e, posteriormente, um funcionário da STTP faria a checagem in loco e, atendidas as exigências, entregaria aos cidadãos o credenciamento”.

"Armadilhas"

Em outro requerimento, Alexandre do Sindicato solicita que a STTP faça a pintura com tinta refletiva em todos os quebra-molas da cidade. “Os quebra-molas tornaram-se uma armadilha por não contarem com a sinalização refletiva que alerta para sua localização. Os aparelhos são pintados, é verdade, mas a tinta, ao que qualquer leigo pode perceber, não é do tipo que reflete ante a incidência da luz dos faróis”, argumenta o vereador. Os requerimentos ainda aguardar votação no plenário.