9 de jul de 2014

Alexandre do Sindicato explica saída da disputa pelo Senado no PROS


O vereador campinense Alexandre do Sindicato, presidente do diretório municipal do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), explicou as razões que o levaram a deixar a disputa pelo Senado na chapa puro sangue formada pela legenda para as eleições de outubro próximo. De acordo com o parlamentar, a decisão buscou priorizar a unidade do partido. 

Alexandre admitiu que foi surpreendido pelo surgimento de uma outra candidatura dentro do partido, em desacordo com compromisso assumido entre ele e a direção estadual do PROS desde o ano passado. “Recebi garantias de que teríamos espaço para a disputa majoritária, e essa foi, inclusive, uma das razões para ingressarmos na sigla”, confirmou o vereador.

Conforme Alexandre, no dia da convenção, após conversar com correligionários de Campina Grande, a exemplo dos vereadores Pimentel Filho e Ivan Batista, ele resolveu retirar seu nome e abrir mão de bater chapa com a então pré-candidata Professora Leila durante a convenção do partido.

“Surgiu o nome da professora, que tinha diversos apoios de correligionários da capital. Como havia um compromisso de primeira hora da cúpula do PROS com a nossa candidatura, não fui à capital com o plano de bater chapa com ninguém. E, no final das contas, buscando priorizar a unidade do partido, decidi sair da disputa, crendo que haverá outras oportunidades”, revelou Alexandre do Sindicato.

Apesar do ocorrido, o vereador faz questão de confirmar que apoiará e votará no candidato do PROS ao Governo do Estado, o deputado federal Major Fábio. Além disso, o presidente do diretório municipal da sigla confirmou que coordenará a campanha do candidato Irmão Cézar a deputado estadual.