22 de mai de 2015

Alexandre do Sindicato discute com MPT preços abusivos de estacionamentos aos funcionários do Partage


O vereador Alexandre do Sindicato (PROS), acompanhado do presidente da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG), Antônio Alves Pimentel Filho (PROS) e do Sindicato dos Comerciários, estiveram reunidos com o Ministério Público do Trabalho (MPT/CG) nesta sexta-feira, 22, para discutir as cobranças indevidas dos estacionamentos aos trabalhadores do Partage Shopping.
Reunidos com outras autoridades, à exemplo dos procuradores federais do MPT/CG, Marcos Antônio e Raulino Maracajá Filho, os vereadores entregaram uma pasta composta por doze leis, cuja documentação foi referente aos estacionamentos. Segundo Alexandre, na discussão foram apresentadas as Leis nº 5.669, de sua autoria, como também, a Lei nº 5.746, de autoria do vereador Pimentel Filho.
“As duas leis vieram para contribuir às causas sociais de nosso município. Temos emendas que beneficiam e lutam pelos direitos dos trabalhadores, por entendermos que o assalariado já sofre constantes cobranças financeiras. Dessa forma, lutaremos para que seja reavaliado essa cobrança absurda dos estacionamentos”, frisou ele.
Conforme o procurador federal do MPT/CG, Marcos Antônio, já foi instaurado um inquérito civil em que prevê a investigação de todos os documentos, assim como, possíveis irregularidades e cobranças indevidas por parte do shopping. “O documento já está em tramitação, e por se tratar de uma curta investigação, teremos um resultado rápido. O nosso trabalho é, e permanece, com o intuito de zelar o direito dos trabalhadores”, explicou o procurador.