Distribuidora faz revelações bombásticas sobre preços dos combustíveis para CG durante CPI


A participação nesta semana do representante da Distribuidora Ipiranga, Hermes da Silva Cardoso, na audiência pública da CPI dos Combustíveis na Câmara Municipal de Campina Grande foi considerada bombástica pelos integrantes do grupo de trabalho na Casa de Félix Araújo por conta, sobretudo, de duas revelações feitas por ele a respeito da política de preços em relação aos postos da cidade.

Primeiro, Hermes contou aos vereadores que a distribuidora tem mantido uma linha estratégica de absorver parte dos reajustes nos preços dos combustíveis. Em 2019, por exemplo, de acordo com ele, nenhum aumento recebido pela distribuidora foi repassado para o revendedor final.

Para o presidente da CPI, vereador Alexandre Pereira, uma informação de extrema relevância. “Sempre que há o anúncio pela Petrobras de aumento no preço para as refinarias, os postos de combustíveis já vão reajustando nas bombas. Aí vem aqui o representante de uma das mais importantes distribuidoras e revela simplesmente que nenhum aumento chegou aos postos por eles atendidos este ano”, ponderou Alexandre.

“Quer dizer, os empresários ampliaram sua margem de lucro em cima dos consumidores valendo-se da falsa justificativa de estarem repassando um aumento que, na verdade, não aconteceu, e foram mais de 11% somente este ano, o que é muito sério e muito grave”, acrescentou o parlamentar.

Outra revelação de Hermes da Silva Cardoso que causou surpresa foi que, ao contrário do que alega o sindicato dos revendedores, a Ipiranga pratica preços mais baratos para os postos de Campina Grande que os de João Pessoa. “A explicação oficial da distribuidora mais uma vez desmonta completamente as argumentações dos empresários e deixa ainda mais claro que é completamente ilógica essa realidade dos preços da cidade”, avaliou o vereador.

Assessoria

Postar um comentário

Copyright © Vereador Alexandre Pereira. Desenvolvido por Holos Comunicação